é isso, há mais ou menos dois anos atrás resolvi que queria trabalhar em cruzeiro.

com a minha vasta experiência profissional de 5 meses como vendedora,  ou seja, sem preparo nenhum, resolvi me informar (leia-se: google).

logo de cara descobri que precisava fazer um tal curso: STCW-95, lancei no google de novo, achei uma agência que tava ministrando o curso aqui no RJ, não deu outra, liguei no dia seguinte. A turma começava na outra semana, peguei o dinheiro que eu tinha guardado do meu trabalho de extra natal, coloquei debaixo do braço e lá fui eu fazer meu curso, 25 horas em três dias, delícia.

e agora? eu já tinha o curso, mas pra quem eu ia entregar meu curriculo? você sabe? eu também não sabia. mas um menino que fez o curso comigo me deu a luz, quer dizer o cartão, e disse pra eu entrar no site e mandar meu currículo, dito e feito. alguns meses depois fui chamada para uma palestra, onde descobri que com meus 19 anos e os poucos meses de experiência eu não poderia nem pensar em ir para o tal cruzeiro. só pode trabalhar maior de 21 e tem que ter experiência de pelo menos um ano na área que quer seguir.

legal, meu plano foi pra gaveta.

eis que, no mês seguinte, ainda a procura de emprego, fui ao outback desesperançosa preencher ficha. fui chamada pra etapa seguinte, e pra outra e pra outra. advinhem? bom, nem precisa advinhar, fui contratada. mas conseguir o emprego é fácil né? meu problema mesmo era passar dos três meses… a verdade é que em 1 ano e 4 meses de outback, eu pedi demissão umas cinco vezes. rs. tá bom né? tá na média, um pouquinho mais de 3 meses de intervalo entre cada pedido. hehe. o importante é que eu fiquei, e nas minhas férias, um mês depois de completar um ano de experiência e uma semana antes de completar meus 21 anos, eu recebo um email. da TAL agência de recrutamento, me chamando pra entrevista. curioso, não?

fui né, e foi tudo lindo, a mulher adorou o fato de eu trabalhar no outback, de eu já ter o tal curso, de eu ter meu passaporte pronto, de eu falar inglês fluênte. inglês esse que nunca nem foi posto em prova, imagina você se eu mentisse dizendo que falava e não falasse nada, coitada dela…

enfim, só me faltava a prova de bar, só de lembrar da apostila me dá calafrios, mais de 100 drinks pra eu decorar, estudei mas perdi as esperanças. também, ninguém me ligou mais. achei que tivessem desistido de mim e continuei minha vidinha, trabalhando no outback e indo às aulas da facul.

e um dia, mais um dia comum, na minha aula teorica que ginástica rítimica (que consegue ser ainda mais envolvente que a aula prática) eu recebo uma ligação.

“olá carina, aqui é ananza da seaman work, eu queria saber se você teria disponibilidade para estar embarcando de imediato”

OI?

pois é, eu também não entendi nada nem a prova eu tinha feito e eles estavam me chamando, eu não sabia se ria ou se chorava, se pensava na saudade ou na nova oportunidade. respirei fundo e disse sim! depois de dois anos, lá vou eu.

estarei embarcando sexta-feira que vem, tenho vontade de fazer xixi na calça só de pensar.

CONSEGUIIIIIIIII

One thought on “

  1. Passando de visitante por aqui.
    Taí, li seu post…
    Curioso,
    Agora aproveite, faça dessa oportunidade A oportunidade. A velha e escrota história do limão, vá lá, faça sua limonada.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s